Drª Tânia Laboratório Médico

18-Julho-2018 Hora 18:13   Exame de sangue identifica indivíduos com chance de desenvolver câncer de pulmão, diz OMS.

 

 

Teste detecta proteínas cancerígenas que vão parar na corrente sanguínea e é mais preciso que tomografia, segundo a Organização Mundial de Saúde.

 

Um exame de sangue em estudo aumenta a precisão de detecção precoce do câncer de pulmão, diz a Organização Mundial de Saúde. O teste identifica a quantidade de proteínas específicas, chamadas de biomarcadores, que podem ser encontradas antes da formação dos tumores.

 

O estudo foi desenvolvido pela Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer, braço da Organização Mundial de Saúde para pesquisas na área de oncologia.

 

Uma detecção se faz urgente, afirma o estudo, porque o rastreamento atual de câncer de pulmão não diagnostica uma grande fração dos tumores.

 

Enquanto o teste fez a previsão de 63% de futuros pacientes com câncer, a tomografia conseguiu prever o câncer de pulmão em 42% dos pacientes.

 

“Esse é o primeiro estudo que demonstra que marcadores melhoram a identificação de casos futuros de câncer de pulmão”, diz Paul Brennan, chefe do departamento de genética da Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer.

 

O estudo também foi publicado no JAMA Oncology e mostrou que o teste foi capaz de prever com mais precisão que tomografia cânceres em estágio inicial.

 

Além da agência da OMS, o estudo teve a colaboração da Universidade do Texas e do MD Anderson Cancer Center, ambos nos Estados Unidos.