Diagnóstico e Saúde

9-Outubro-2014 Hora 09:47   Novo Exame - Biotina

 

 

O Laboratório Médico Dra. Tânia informa que já se encontra disponível para seus clientes e parceiros o exame de Biotina.

 

Também conhecida como vitamina B8, vitamina B7, ou vitamina H, a biotina é uma das vitaminas que fazem parte do Complexo B. Ela é essencial ao ser humano, e por se tratar de um composto hidrossolúvel (absorvido pelo intestino e levado aos tecidos através da circulação), precisa de reposição diária, já que o corpo não pode armazená-la, por isso faz com que o excesso seja expelido na urina.

 

Sua história é um bom exemplo de como a visão de conjunto é fundamental em ciência, ainda que, por vezes, demore a ocorrer.

 

Nos anos 1920, diferentes grupos de pesquisadores isolaram, cada qual em seu laboratório, uma nova substância de células animais. Uns a batizaram de bios, outros de vitamina H.

 

Ao redor da mesma época, um outro grupo de cientistas demonstrou que ratos alimentados por longos períodos com uma dieta rica em ovos crus desenvolviam lesões cutâneas severas, perda de pelo e paralisia. Esta condição, conhecida como doença da clara do ovo, foi revertida por eles pela administração de uma substância recém-isolada do fígado, a qual chamaram de fator protetor x.

 

Apenas em 1940, o bioquímico norte-americano Vincent Du Vigneaud provaria que bios, vitamina H e fator protetor x não eram semelhantes, mas exatamente a mesma substância: a vitamina B7 — ou biotina, como é conhecida até hoje.

 

A biotina trabalha no organismo como uma enzima, processando as gorduras, açúcares, proteínas e carboidratos, gerando energia para o corpo e produzindo ácidos que mantém a pele, as unhas e os cabelos em bom estado. Ela também atua no sistema nervoso como calmante.

 

Existem muitos alimentos onde podemos encontrar essa vitamina, entre eles estão: leite e derivados (como queijo, manteiga e iogurte), carne de boi, aves e peixes, gema de ovo, nozes, soja, aveia, gérmen de trigo, espinafre, couve-flor, arroz integral e frutas (principalmente laranja, melão, abacaxi, banana, morango, melancia e abacate).

 

Os que possuem grandes quantidades de biotina são: gema de ovo, soja, leite e peixe. Mesmo após o cozimento, a vitamina permanece sem alterações.

 

Também é possível encontrar a biotina em cápsulas vendidas em farmácias. Algumas possuem uma fórmula pronta e outras são encomendadas em farmácias de manipulação.

 

Mas para tomar esses complementos é necessário o acompanhamento de um médico, pois além de ser mais seguro, para comprar esses produtos é preciso ter em mãos uma receita médica.

 

Apesar de não ocorrer com muita frequência, a deficiência de biotina pode acontecer em pessoas que passaram por uma desnutrição grave de proteínas, em pessoas alcoólatras ou pelo consumo excessivo de clara de ovo crua ou de medicamentos para epilepsia.

 

Essa deficiência pode causar dores musculares, problemas dermatológicos, seborréia, queda de cabelo, furúnculos, flacidez, perda de apetite, colesterol alto, anemia e até depressão.

 

Não há casos conhecidos de efeitos causados pelo excesso dessa vitamina, pois o corpo absorve apenas a quantidade necessária para a sua função diária e depois elimina o excesso pela urina.

 

Entre em contato com um de nossos colaboradores para obter mais informações sobre este exame.

POSTADAS ANTERIORMENTE

Veja Mais

Sky Brasil comunicação e marketing - Todos direitos reservados