ÚLTIMAS NOTÍCIAS

16-Dezembro-2017 Hora 07:25   Estudo de tumores de timo (timona) envolveu 14 instituições de 11 países


 

 

O propósito do estudo foi demonstrar que uma classificação simplificada, aplicada a 1470 casos cirúrgicos, se correlaciona com o prognóstico dos pacientes.

 

Simplificar é a palavra chave desse estudo. Mas, para simplificar, era preciso começar grande: foram revistos 1470 casos cirúrgicos de timoma, de 14 respeitadas instituições em 11 países, para testar a aplicação de um sistema de classificação de fácil entendimento para um tipo de tumor que possui muitas variações. O timoma é um tumor derivado de células do timo, um órgão linfóide localizado na região superior do tórax.

 

A Organização Mundial de Saúde apresentou, em 1999, um sistema de classificação para timomas (posteriormente revisado em 2004 e 2015). Embora tenha produzido um padrão de diagnóstico, o sistema da OMS não parece ser um indicador independente de prognóstico. O propósito desse estudo atual Thymoma: A clinicopathological correlation of 1470 cases, publicado na Hum Pathology e coordenado pelo Dr. Cesar Moran, do Departamento de Patologia do MD Anderson Cancer Center, foi testar uma classificação mais simplificada do que a nomenclatura proposta pela OMS.

 

Os patologistas de 11 países pertencem ao Thymic International Group, um grupo que se dedica a aumentar o conhecimento de tumores do timo. O estudo demonstrou que a separação destes tumores entre timoma e timoma atípico, associada a dados relativos à invasividade do tumor (ele pode ser encapsulado, minimamente invasivo ou apresentando invasão de órgãos adjacentes) fornece uma avaliação clínico-patológica relevante em termos de prognóstico.

 

Essa classificação mais simplificada fornece excelentes informações sobre o prognóstico do paciente, facilitando a tomada de decisões de tratamento. Além disso, evita variações entre diferentes observadores que podem ocorrer mais frequentemente quando se utiliza a nomenclatura da OMS.

NOTÍCIAS ANTERIORES

Veja Mais

Sky Brasil comunicação e marketing - Todos direitos reservados